Tratamentos

Disfunções sexuais masculinas

A função sexual é um aspecto essencial na vida das pessoas. A Disfunção Sexual é um problema comum nos homens e a incidência pode chegar a quase 50% dos homens no Brasil. O tratamento desse distúrbio envolve a atuação de uma equipe multidisciplinar – tratamento medicamentoso, psicológico e fisioterapêutico – visto que sua origem pode envolver fatores psicológicos e fisiológicos (hormonais, vasculares, musculares e neurológicos).

A disfunção erétil é caracterizada pela incapacidade masculina em alcançar e manter a ereção do pênis suficientemente, para prática de uma relação sexual satisfatória. Está relacionada, constantemente, a disfunções cardiovasculares, nesses casos a fisioterapia atua com Programas de Reabilitação Cardiovascular e Metabólica (RCPM). Em outros casos, com causas diversas, a partir de uma adequada avaliação individualizada, o fisioterapeuta utiliza de técnicas como eletroterapia, recursos terapêuticos manuais e cinesioterapia – com exercícios para fortalecimento muscular, e/ou propriocepção, do assoalho pélvico (associada ou não a técnicas respiratórias).

Sabe-se que os exercícios ativos de todos os músculos e especificamente da musculatura perineal promovem melhora da função cardiovascular, fortalecimento e propriocepção muscular, além de promover maior conhecimento da população à cerca da doença e orientações sobre tratamentos, inclusive alternativos, resultando em recuperação da função erétil.